7.3.16

MENSAGEM PARA O DIA INTERNACIONAL DE LUTA DAS MULHERES

Por Bráulio Wanderley


Muito será dito a respeito dessa data de muita luta, muito luto e de muita esperança.

Esperança pelo fim do machismo, do patriarcalismo, da violência, das músicas depreciativas...

Luta por  aquelas que sacrificam suas vidas, seus sonhos, sua tradicional formação familiar sexista em prol da igualdade de classes, de poder estudar e trabalhar sem autorização paterna ou marital, de obter a isonomia salarial e de exercerem múltiplas funções como donas de casa, mães, companheiras, provedoras de seus lares.

Luto por quem foi cruelmente assassinada em fábricas, ruas, falsos lares. Por quem abraçou e avançou nas causas sufragistas e demais bandeiras da igualdade civil, social e política entre os dois gêneros.

Num mundo onde o Império de discórdia prevalece em inúmeras situações, há aquelas que não desistem, que persistem, que sonham, que com sua beleza natural desejam gestar um novo perfil de ser humano. Existem aquelas que se tornam mulheres, como denotou Simone Beauvoir.

Nessa perspectiva sonhadora e de muita pugna, filiais e fraternos abraços de reconhecimento cotidiano por quem dedica, gera, cuida, educa, corrige, cresce, ama e que mesmo com todas as contradições persistentes, teimam em provar que se pode protagonizar toda a existência terrena, mesmo sendo tratada como sujeito oculto dos machistas de plantão.

A Primavera é inevitável, seu despertar será a colheita de uma sociedade mais avançada, justa, efetivamente igualitária e democrática. Amar e ser amada, sem medo.

Feliz dia internacional de luta das Mulheres.

Nenhum comentário: