20.11.14

QUE TODOS OS MUROS GRITEM: VIVA O CAMARADA PRESTES!

(Nota Política do PCB/RS)
A Comissão Política Regional do Partido Comunista Brasileiro no RS vem a público manifestar seu mais firme repúdio ao ataque fascista promovido contra a memória de Luiz Carlos Prestes e contra o Movimento Comunista de um modo geral. O ataque é mais uma prova do perigo fascista que germina na sociedade capitalista, no contexto atual de crise sistêmica do capital. Já dizia Lênin: “Fascismo é capitalismo em decomposição”.
Sob o pretexto de “comemorar” a queda do Muro de Berlim, algumas dezenas de pessoas se reuniram, no último sábado, em frente ao Memorial Luiz Carlos Prestes (ainda não inaugurado), em Porto Alegre. Empunhavam faixas e cartazes pedindo a volta da ditadura empresarial-militar, a derrubada do Memorial, ofensas como “assassino” a Prestes, além de inscrições como a suástica e símbolos de organizações de extrema-direita brasileira, como a TFP (Tradição, Família e Propriedade) e a AIB (Ação Integralista Brasileira).
Não é acaso que os fascistas tenham escolhido a figura de Prestes para personificar seus ataques. É impossível falar do comunismo no Brasil sem falar da figura do Cavaleiro da Esperança. Valoroso lutador social, perseguido por duas ditaduras, Prestes personifica, como poucos, a história do comunismo no Brasil, e das lutas populares de um modo geral. É nada menos que o mais importante dirigente comunista da história do Brasil e um dos mais importantes da história mundial.
É ultrajante que chamem a Prestes “assassino”. Os únicos assassinos estão do lado de lá. Foram os fascistas apoiadores da ditadura de Vargas que mandaram a companheira de Prestes, Olga Benário, grávida da única filha do casal, para um campo de concentração nazista, onde foi covardemente assassinada. É odioso que falem em democracia atacando a figura de um dirigente comunista que ficou nove anos no cárcere, a maior parte do tempo em solitária, por combater uma ditadura de cunho fascistizante.
O PCB não aparelha a figura de Prestes, que é patrimônio da classe trabalhadora brasileira. Não podemos, porém, deixar de nos sentir especialmente atingidos por este ataque. Prestes foi secretário-geral do Partidão por mais de quatro décadas, período no qual, sob sua liderança, o Partido travou importantes combates pela democracia e pelo socialismo, escrevendo, com o sangue de sua valorosa militância, importantes páginas da História do Brasil.
O PCB manifesta sua solidariedade militante à família do camarada Prestes, nesse importante momento. Em especial, à sua filha Anita Leocádia, nascida em uma prisão nazista, pouco antes de sua mãe, Olga Benário Prestes, ser assassinada pelo Reich. Tendo sobrevivido a essa canalha que hoje achincalha a memória de seu pai, Anita é hoje importante intelectual e militante comunista e trava importante combate contra o reformismo, o oportunismo e o revisionismo. Um combate no qual com ela também nos solidarizamos.
Por fim, o PCB/RS roga todas as forças progressistas que sejam vigilantes quanto ao perigo do fascismo, sem se deixar levar pelo terrorismo ideológico dos reformistas e revisionistas, que puxam a classe trabalhadora à defensiva cada vez que confrontada como o fascismo. Não! A saída é à esquerda, travando o combate sem rebaixar bandeiras ou programas.
QUE TODOS OS MUROS GRITEM: VIVA PRESTES E OLGA!
QUE TODOS OS MUROS GRITEM: VIVA O COMUNISMO! ABAIXO O FASCISMO!
QUE TODOS OS MUROS GRITEM: NÃO PASSARÃO!
Porto Alegre, XX de novembro de 2014.

Nenhum comentário: