7.11.14

DICAS DE CIÊNCIAS HUMANAS - ENEM 2015

Por Bráulio Wanderley

Como sempre, há de se esperar uma prova contextual, pautada na transversalidade das disciplinas de História, Filosofia, Geografia e Sociologia, recheada de textos, gravuras, charges e tirinhas. 

A temática de Cultura (identidade, minorias, contracultura, diversidade, pluralismo e relativismo cultural) são corriqueiros nos últimos sete anos, além dos filósofos Maquiavel, Descartes, Kant e Marx.

Cabe ressaltar que sendo uma avaliação atualizada, a temática CIDADANIA é certa. A atenção necessária se dá nas manifestações de junho, a primavera árabe, os antagonismos de classe e os debates sobre a democracia brasileira.

Para quem tem uma boa bagagem literária, o velho #leiamais que sempre endosso, as quarenta e cinco questões de amanhã não vão apresentar tanto grau de dificuldade.

Faço algumas observações curriculares:

1. O golpe de 1964 - exaustivamente debatido neste ano em todo o país, o fera bem preparado acertará possíveis questões referentes aos eixos temáticos sobre política (AI-5 e linha dura, por exemplo), além do 'milagre brasileiro' do período Médici (o 'pra frente Brasil' ou 'Brasil, ame-o ou deixe-o').

2. 100  anos da Grande Guerra (1914-1918) - Pouco explorado, esse tema pode surpreender com a transversalização dos seus antecedentes e consequências (paz armada, partilha da África e da Ásia, neocolonialismo e imperialismo, revolução bolchevique), além do Tratado de Versalhes, regimes totalitários e a crise de 1929 - o famoso entre guerras.

3. 90 anos da Coluna Prestes - É bom não confundir o tenentismo com o comunismo. Os tenentes da década de 1920 pleiteavam junto às camadas médias urbanas, especificamente durante o estado de sítio do governo Arthur Bernardes (1922-1926) por reformas políticas (voto secreto e universal, ampliação da cidadania, criação do TSE). Percorrendo cerca de 27 mil quilômetros, a 'coluna da esperança' envolve outros componentes como: coronelismo; cangaço (quando Lampião recebe a falsa patente de capitão de Padre Cícero - assim como era oficialmente Luiz Carlos Prestes -; messianismo.

4. Constituição Federal de 1934 - Incorporação da legislação eleitoral, voto secreto, sufrágio feminino, além do salário mínimo restrito às camadas urbanas.

5. Dia D - Em 1944, este evento representou o maior ataque das forças aliadas sobre o Eixo. Tentando retomar a Normandia (ao norte da França) dos nazistas, EEUU, Grã-Bretanha e resistentes franceses conseguem retomar gradativamente, o ocidente europeu, enquanto a União Soviética avançava seu front pelo lado Oriental.

6. O suicídio de Vargas (1954) - denúncias de corrupção e tentativa de assassinato sobre Carlos Lacerda, que fatalizou o jovem major Rubens Vaz leva o 'pai dos pobres' a ser o segundo presidente a morrer em exercício do mandato no Palácio do Catete. 10 anos depois, os mesmos agentes políticos (UDN, segmentos militares, empresariais e religiosos) vão desnudar do Planalto o sucessor político do velho caudilho, João Goulart.

7. Abertura política (1974) - lenta, gradual e segura, nas palavras do general Geisel, foi o início de uma distensão com altos e baixos. A economia sofria o fim do 'milagre brasileiro', a oposição parlamentar do MDB cresce a cada eleição, porém a linha dura ainda atenta contra as vidas do comunistas Manuel Fiel e Vladimir Herzog, além de tentar adiar a abertura, durante o período Figueiredo com a bomba no RioCentro.

8. Diretas Já (1984) - derrotada a emenda Dante de Oliveira, o campo democrático se articula com dissidentes do PDS, insatisfeitos com a candidatura de Paulo Maluf e cerram a Aliança Democrática com Tancredo Neves, eleito com José Sarney no Colégio Eleitoral em 1985.

9. Plano Real (1994) - a estabilidade monetária arquitetada no governo Itamar Franco sob o comando ministerial de Fernando Henrique Cardoso, poria fim a décadas de escalada inflacionária.

É isso aí. No mais, por hoje, mente arejada, tranquila e sem estresse. Um filminho cai bem e nada de 'virote'. Milhões de sonhos estão em jogo amanhã. Boa prova, um forte abraço e sucesso!

Nenhum comentário: