16.4.14

TODO MUNDO MENTE

Por Bráulio B. Wanderley
 
 
O título acima é uma das maiores verdades que já ouvi, oriunda do seriado House, criado por David Shore, estrelado por Hugh Laurie e transmitido no Brasil pelo canal Universal Filmes.
 
Em termos socráticos, o que é a verdade? ... Loading ... Carregando ... Silêncio e em seguida algumas arriscadas respostas.
 
- Seria o oposto da mentira?
- Seria o que não é mentira?
- Depende! Exclama alguém.
 
Nenhuma das respostas acima, pois verdade não se impõe, não se conceitua, simplesmente, se constata.
 
Candidatos a santos utilizam o artifício da mentira pra dizer que nunca mentem.
 
Clérigos usam a palavra de deus pra afirmar a sua essência. Nem provam que deus existe, muito menos possuem procuração para proferir tais palavras, ditas, sagradas. Deus, Camaradas, nunca se pronunciou.
 
Pessoas normais mentem para evitar uma verdade ruim, preferem uma "mentira suave", uma "meia verdade", que não deixa de ser mentira.
 
O cotidiano temperado por mentiras verdadeiras e verdadeiras mentiras é complexo, é humano, é passível de falhas que se acreditavam verdades e que se constataram mentiras.
 
Terrível é a arrogância teimosa de quem afirma batendo no peito: "eu nunca minto!"
 
Sócrates, tinha razão em sua lógica maiêutica e irônica de buscar o CONHECIMENTO, nunca teve a empáfia de impor a verdade. A tarefa de Sócrates era utilizar a dialética para despertar a sabedoria, desenvolvê-la e buscar o inalcançável, a perfeição.

Não torno a mentira um elemento banal, nem a valorizo, esta crônica apenas debate a relação existencial humana na dualidade verdade-mentira que não possui meio termo.
 
Afinal, como diz Gregory House, "todo mundo mente" e isso é verdade.

Nenhum comentário: