25.6.13

PROFESSORES DE PERNAMBUCO GARANTEM 8,22% DE REAJUSTE

Vitória!. Esse é o sentimento que imperava entre os professores da rede privada de ensino, que estavam reunidos em assembleia, nesta quarta-feira (12), na sede do Sinpro Pernambuco. A categoria em um ato de coragem cruzou os braços por sete dias.
Pela primeira vez, na história do Sinpro Pernambuco, os docentes mostraram para sociedade, que as reivindicações da categoria, vão além o reajuste salarial. Dessa vez a principal bandeira de luta foi valorização profissional com qualidade de vida.
A campanha salarial 2013 foi marcada por atividades criativas, como o passeio ciclístico, promovido pelo Sindicato, que saiu as ruas da cidade do Recife, expondo para a população, que o professor não tem tempo para convívio familiar e lazer, pois tem sua vida privada invadida pelo excesso de trabalhos extraclasses. Conquistando o apoio e a simpatia da população.
“A nossa luta não foi apenas pelo aumento salarial, lutamos pela manutenção e ampliação de conquistas que garantisse aos professores boas condições de trabalho”, afirmou o coordenador geral do Sinpro Pernambuco, Jackson Bezerra.
Esse período também foi marcado por práticas antissindicais das instituições de ensino, que foram combatidas pelo Sindicato com ações jurídicas e de comunicação.
Os patrões tentaram enfraquecer o movimento dos professores propuseram a retirada de direitos históricos já conquistados. A categoria não permitiu que os frutos de anos de luta e mobilizações fossem retirados da Convenção Coletiva de Trabalho.
Uma grande conquista foi a cláusula que trata do adicional de pesquisa e correção de provas. Nesta, uma grande injustiça foi corrigida. Os donos de escolas passaram a reconhecer como legítimo o pagamento do trabalho extraclasse. Esse adicional obrigatório será de 8,5% mensalmente sobre os salários dos docentes, inclusive sobre o 13°.
A busca pela equiparação dos pisos salariais dos professores da educação básica (Educação Infantil ao Nível Médio) tem sido uma luta constante para a diretoria do Sinpro Pernambuco. Os educadores receberam para o nível 1- R$ 6,72 e para o nível 2- R$ 7,67. Já o reajuste salarial geral dos professores foi de 8,22% .
Para o Sinpro Pernambuco essa é uma vitória política, com ganhos econômicos estruturais. A luta é permanente… A categoria continua unida e fortalecida!
“Mostramos para os patrões que nossa pauta é diferente, o nosso foco é a regulamentação, valorização do professor no setor privado de ensino e melhores condições de trabalho para nossa categoria”, afirmou o coordenador .
A greve
O movimento grevista durou sete dias. Cerca de 75% das escolas privadas de Pernambuco tiveram suas atividades paralisadas, ficaram sem aulas 300 mil alunos.

Nenhum comentário: