17.1.13

MANIFESTO CONTRA O AUMENTO DAS PASSAGENS DE ÔNIBUS DO RECIFE


Reproduzimos o Manifesto divulgado pelo movimento sindical CSP-CONLUTAS nesta quarta-feira (16):
Eduardo quanto vale a sua palavra?

A população é pega de surpresa novamente. De um dia para o outro descobre que terá que pagar mais caro pelo transporte coletivo. Para tentar enganar o povo um verdadeiro circo foi montado. Primeiro, o sindicato das empresas de ônibus propõe, ousadamente, um aumento de 13%. Frente ao absurdo, o Conselho Superior de Transporte Coletivo (CSTM) procura se pintar de “bom moço” aceitando, “somente”, 5, 53% de aumento. O espetáculo foi montado mas, nessa palhaçada, é a população que coloca o nariz vermelho!

Todos os anos acontece o mesmo. Não é por acaso que o povo recifense está revoltado. Como se não bastasse o péssimo serviço, os exorbitantes preços atuais – a população sofre com o tempo perdido para pegar um ônibus, no desconforto causado pela superlotação, além do calor horrível no trajeto ( Foi o governo de Jarbas e João Paulo, na época, que retiraram os Kombeiros da cidade e também acabaram com o ar condicionado). Um novo aumento é enfiado goela abaixo da população. E, enquanto o povo se aperta e corta despesas para pagar o aumento as empresa privadas lucram cada vez mais...

É mais do mesmo falar da sede de ganância dos empresários. Mas, e o governador, Eduardo Campos, o que diz a respeito? Sobre o assunto, vale a pena relembrar as promessas feitas em sua recente campanha com a intenção de criar a imagem de “gestor bem sucedido”, que defende os interesses da população. Em inserções do PSB na TV, foi defendida, abertamente, a redução de impostos (inclusive estaduais) para garantir a diminuição do preço da passagem. Para ser mais precisos, reproduzimos a mensagem anunciada pelo locutor: “diminuir o preço da passagem de ônibus através da redução de impostos, uma bandeira do PSB”. A propaganda termina com uma sentença do próprio Eduardo: “Essa deve ser uma bandeira de todos no programa de mobilidade do Brasil”.

É no mínimo contraditório que, apesar dessas afirmações, Eduardo Campos permita um novo aumento de passagens. É fácil fazer propaganda enganosa,mas na hora do “vamos ver”, com quem está comprometido o governador? Interesses DE QUEM  ele está garantindo com um novo aumento de passagem? Com certeza não é da população. É importante que a população tenha em conta essas promessas e pergunte ao “seu gestor”: QUANTO VALE A SUA PALAVRA?

O Governo do Estado é o grande responsável pelos sucessivos (e abusivos) aumentos! Quem anda de ônibus sabe que a qualidade não tem melhorado. Os ônibus continuam superlotados, sem segurança e, muitas vezes, em péssimo estado de conservação. Nem sequer os trabalhadores do transporte são beneficiados com os aumentos. Enquanto seus salários continuam uma vergonha, os custos das empresas caem e as passagens aumentam, garantindo mais e mais lucros para os tubarões do transporte coletivo.

Diante do caos no transporte público da cidade e deste abusivo reajuste na  tarifa, nós da CSP-CONLUTAS e da ANEL exigimos que governador Eduardo Campos cumpra sua promessa e revogue, imediatamente, este aumento!

É possível e necessário reduzir a passagem dos ônibus, mas para isso temos que reduzir os lucros das empresas de  transporte rodoviário e se os empresários não concordarem, o governador deve suspender a concessão pública e estatizar o sistema de transporte coletivo de ônibus.

A redução dos impostos deve ser prioritariamente para os trabalhadores, pois esses empresários já recebem muitas benesses do estado. De inicio exigimos auditória nas contas dessas empresas, aumento imediato da frota de ônibus e passe livre já para estudantes e desempregados!

Saudamos o comitê formado por estudantes contra o reajuste da tarifa e fazemos um convite a CUT, Força Sindical, CTB, MST, OAB, e todos os sindicatos e movimentos sociais dos trabalhadores e estudantes do Grande Recife para construir um comitê sindical e popular de luta pela revogação IMEDIATA do aumento.

Exigimos que a UNE que até agora está ausente da luta, rompa com o governo Eduardo campos e se some ao  Comitê dos Estudantes para realizarmos uma grande campanha na cidade, exigindo de Eduardo que cumpra imediatamente sua palavra.

Nenhum comentário: