17.1.13

HORA DE BAJULAR

PODER SEM PUDOR, DA COLUNA DE CLÁUDIO HUMBERTO


Foto
Nunes Freire era deputado estadual no Maranhão, no dia 1º de abril de 1964, quando apresentou uma moção de apoio às Forças Armadas. As notícias sobre o êxito do golpe ainda eram confusas, e os deputados engavetaram a moção.
Dez dias depois, consolidado o golpe militar, retiraram-na da gaveta. Foi a vez de Nunes Freire se manifestar:

- No dia 1º essa moção era uma tomada de posição. Hoje, com a vitória do movimento militar, é uma ridícula bajulação. Sou o autor, retiro-a.
Os outros deputados ficaram com a cara no chão.

Nenhum comentário: