13.1.13

DILMA CORRE CONTRA O TEMPO

Por Bráulio Wanderley

A presidenta Dilma Rousseff (PT) ingressa no terceiro ano de seu mandato, segundo o ex-presidente Lula "o mais cruel", com perdas e incertezas na seara política. Teve que engolir as presidências das duas casas legislativas federais serem entregues ao deputado Henrique Alves (RN) e ao senador Renan Calheiros (AL), nenhum dos dois morre de amores por Dilma, sendo a recíproca verdadeira.

Tudo bem que Marco Maia (PT-RS) não é tão querido pela chefe do executivo, mas sendo seu correligionário e de um partido orgânico, a direção nacional petista conseguia evitar maiores estragos e José Sarney (PMDB-AP) dispensa comentários.

Em pouco tempo será lançado o 40ª ministério de Dilma Rousseff para abarcar o PSD de Gilberto Kassab. E tome mais cargos comissionados.

A presidenta perdeu o tempo de fazer as reformas política e tributária, até porque nunca as desejou e deixou claro isto depois da sua posse, levou prefeituras à bancarrota com a redução de seus maiores repasses tributários (IPI e FPM), a política econômica esconde os efeitos da crise internacional com o incentivo ao consumo das classes menos favorecidas, mas não as provém da cidadania plena com melhores tratos na Educação, com boas e orçamentadas Escolas e Professores, só para ficar nesse exemplo.

A seca não foi devidamente tratada como questão de Estado e em breve as enchentes no Sul-Sudeste levarão mais calamidades ao povo brasileiro. Quem se beneficia com os óbitos, prejuízos e reconstruções? O ministro Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) deveria explicar como sua chefe ainda o mantém no cargo. Seria por receio dos lindos olhos do governador Eduardo Campos (PSB-PE) já em 2014? 

Onde vamos parar com essa coletânia de incompetência...

Nenhum comentário: