30.11.12

APARTAMENTOS COMPACTOS FEITOS COM MATERIAL RECICLÁVEL GERAM ENERGIA


DA SUPERINTERESSANTE
http://super.abril.com.br/blogs/planeta/apartamentos-compactos-feitos-com-material-reciclavel-geram-energia/?utm_source=redesabril_jovem&utm_medium=twitter&utm_campaign=redesabril_super
Quando você pensa na casa perfeita, o que vem à mente? Se for um lugar gigantesco, você não está sozinho. Mas o que a arquitetura sustentável vem tentando mostrar nas últimas décadas é que é perfeitamente possível morar em um espaço menor, desenhado e construído para se ajustar ao dia a dia.
Levando o conceito ao pé da letra, os designers americanos Brian Schulman, Eugene Lubomir, Jack Phillips e Lawrence Zeroth criaram o upLIFT*, um sistema de moradias compactas, do tamanho de garagens, para Nova York. Idealizados para pessoas que moram sozinhas – sejam elas idosos, deficientes físicos, sem-tetos ou pessoas que queiram viver de forma mais independente –, os apartamentos poderiam ser construídos em pequenas áreas, ocupadas atualmente por estacionamentos.
Pré-fabricadas e feitas a partir de materiais recicláveis, cada moradia ocupa o espaço de um estacionamento elevado e poderia ser transportada em um caminhão, o que reduziria gastos com materiais e transporte. Além disso, placas fotovoltaicas forneceriam energia limpa aos moradores. Para completar, o acabamento da estrutura da fachada seria feito em jardins verticais.
Mas será que para ser ecologicamente correto um apartamento tem que ser tão pequeno assim? A autora da série de livros The Not So Big House, Sarah Susanka, acha que não. Ela sugere que as casas podem ser menores do que aquelas que idealizamos, mas não necessariamente pequenas. Segunda a autora, as pessoas desejam um lugar que seja familiar e confortável – e se ele for assim, será suficiente: um lar, como o da personagem Dorothy, de O Mágico de Oz, do qual ela sente saudade: “Não há lugar como a nossa casa”.
E aí? Consegue se imaginar morando em um apartamento do tamanho de uma garagem? Um lugar pequeno é suficiente para viver? Comente!
Imagens: Divulgação

Um comentário:

Anônimo disse...

acho q dava pra aumentar um pouquinho