12.8.12

FELIZ DIA DO ESTUDANTE

Por Bráulio Wanderley


Um dia de festa, de luta e de luto. De Tobias Barreto, Castro Alves aos dias de hoje, mesmo com certa apatia e desmobilização. Ser estudante é tão importante que se celebra o feriado estudando.

Andar a pé sob sol ou chuva, pegar ônibus lotado, ruas congestionadas, ser assaltado na saída da escola, namorar com um(a) colega de classe, xiar do preço do lanche da cantina, colar (ou filar) uma prova, se estressar com professor(a), escutar a mesma conversa hereditária dos pais> "sua única obrigação é estudar". Essa é uma pequena parte do cotidiano de um estudante.

Por mais que a gente reclame, sempre sente saudades de tudo isso.

Na História brasileira, o protagonismo juvenil foi relativamente maior que o da classe operária. Das lutas abolicionistas da "Escola do Recife", passando pela "Revolução Constitucionalista", seguindo pela Constituição democrática de 1946, sequenciando na Campanha "O petróleo é nosso", cedendo vidas à história nas lutas democráticas contra a ditadura militar, reivindicando a anistia ampla, geral e irrestrita, vestindo a camisa amarela nas lutas pelas "Diretas Já!", lutando pela meia passagem e meia entrada, pugnando uma universidade pública, gratuita e de qualidade contra o modelo privatista neoliberal, pintando a cara pelo impeachment de Fernando Collor.

Ser estudante é ser rebelde, guerreiro, se indignar com as injustiças. Ser estudante é ter causas, ideais, sonhos. É lutar pelo que há de melhor na Humanidade e no Mundo.

FELIZ DIA DO ESTUDANTE!!!