9.7.12

NOSSA CIDADE É A CARA DA NOSSA CASA

Por Bráulio Wanderley

A Cidade é o lugar que habitamos, às vezes nascemos nela, outras vezes a escolhemos e somos acolhidos, estudamos, trabalhamos, cativamos nossa teia de relações sociais, constituímos nossas famílias e buscamos nossa felicidade.


Nela, a partir da nossa Comunidade, procuramos construí-la como a nossa Casa, desejamos que ela seja limpa, iluminada, bonita, segura e que nos dê orgulho.

Nosso Lugar é como parente ruim, só quem pode criticar é a gente mesmo, ninguém em sã consciência venha se meter e xingá-la, só quem nela vive é que sabe seus prós e contras e se os contras fossem majoritários, nós buscaríamos nossas melhoras, do excluído que mora num casebre ao empresário que reside num condomínio fechado.

As eleições se aproximam, faltam 88 dias para que todos os Cidadãos e Cidadãs possam escolher as pessoas mais preparadas para tomar conta do nosso Lar, dos nossos filhos, dos nossos amigos e da nossa gente. 

Destarte, a Democracia se exerce na plenitude das nossas escolhas e, assim como na nossa casa, não adianta fazer a faxina sem que a gente observe os cantos que ainda permanecem empoeirados. Não basta escolher os representantes e se ausentar, tem que acompanhar, criticar, cobrar providências, afinal, através dos tributos que não olham nosso gênero, nossa cor, nossa orientação sexual, nem nossa idade é que devemos olhar as pessoas que são escolhidas pelo voto da maioria e que muitas vezes agem em prol de interesses próprios, abandonam suas Comunidades, fazem da política um eufemismo de corrupção, desonram  seus pares, envergonham seus pais, professores e amigos, proliferam a desesperança, criam o falso consenso de que político é ladrão. A estes, deveriam servir a cadeia, como na nossa Casa há o castigo.

Uma Cidade bonita é o reflexo da consciência do seu povo, do seu senso de transformação social. Chega de escolher alguns representantes que preferem a democracia de aplausos que tratam o povo como foca e vêem a eleição como circo. Somos pessoas, jovens, idosos, deficientes físicos, visuais, auditivos, mulheres, homens, trabalhadoras e trabalhadores. Queremos um Lugar que seja a cara do nosso lar: feliz, organizado, honesto, limpo e honrado.

Nenhum comentário: