20.6.12

ODACY: "VOTO NÃO É DE GRUPO POLÍTICO, É DO POVO"


O deputado e pré-candidato do PT a prefeito de Petrolina, Odacy Amorim, afirmou que existem movimentos no estado de tentar isolar o PT, mas isso não o desestimula e nem o intimida diante do novo quadro traçado para tentar derrubar sua candidatura. “Não é prepotência, arrogância e suicídio. Continuo acreditando que podemos disputar com reais chances de vitoria, acreditando em Deus acima de tudo. Sei que o eleitor é quem faz as avaliações. O voto não é de grupo político, é do povo”, desabafou o petista.

Odacy resolveu falar hoje (terça-feira 19) â imprensa em Petrolina depois que o PP – Partido Progressista – deixou a aliança que havia firmado com o pré-candidato para apoiá-lo nas eleições majoritárias deste ano, entretanto numa articulação atribuída pelos petistas ao PSB que tem o deputado federal, Fernando Bezerra Filho como adversário de Odacy Amorim na disputa em Petrolina, o PP revolveu mudar de lado e se debandar para o lado do socialista.

A decisão de deixar Odacyf foi do grupo do partido liderado pelo ex-deputado e prefeito de João Alfredo, Severino Cavalcanti que teve seu filho, Jose Mauricio, votado em Petrolina, alegando que o partido tinha que caminhar com o PSB do governador Eduardo Campos em todo o estado, mesmo que o deputado federal Eduardo da Fonte tendo garantido a poucos dias atrás o apoio do PP ao PT em Petrolina. 

“Diante dessa decisão adiamos a nossa convenção que seria nesta quinta-feira, dia 21, para o dia 28, para arrumar a chapa proporcional. Também estamos fechando outras alianças, ecisões que só saem no final da semana”, argumentou o pré-candidato do PT em Petrolina.

Odacy se diz extremamente preocupado com os pré-candidatos proporcionais do PP que caminhariam com ele no pleito municipal. “Fica a aqui a minha preocupação com os nossos amigos do PP que tinham sonhos e foram simplesmente alijados do processo com esta decisão. Tem o vereador e candidato a reeleição, Osinaldo Souza, que está ate enfrentando processo na justiça com o PSB tentando tomar seu mandato por ele ter deixado o partido e se filiado ao PP”, lembrou Odacy.

Nenhum comentário: