13.6.12

ODACY NÃO ABRE PRO PSB E MARCA A CONVENÇÃO PRO DIA 21


DO BLOG DE JAMILDO MELO

odacy_amorim.jpg (336×357)
Foto do Blog de Francisco Evangelista

O deputado estadual Odacy Amorim, pré-candidato do PT em Petrolina, disse nesta quarta-feira que é prego batido e ponta virada a sua candidatura no Sertão dos São Francisco, mesmo com a expectativa de que o partido possa a abrir mão de sua postulação, em um acordo para fortalecer o PSB. Os socialistas já lançaram a campanha do deputado federal Fernando Bezerra Filho, filho do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho. 

O curioso é que Odacy Amorim espirou do barco socialista justamente por ter sido preterido na disputa eleitoral anterior, quando foi impedido de disputar a reeleição, dando a vez a Gonzaga Patriota, deputado federal do PSB que, desta vez, já fechou acordo para apoiar Fernando Bezerra Coelho Filho.

“Eu tenho o sonho de voltar a ser prefeito de Petrolina. Sai do cargo com 82% de aprovação e não tive o direito de disputar a reeleição”, frisou, ainda há pouco, em entrevista ao programa CBN Total, com Aldo Vilela.

Amorim informou que já marcou a sua convenção para o dia 21 de junho, próxima semana, em Petrolina.

No ar, reclamou que está imprensado entre duas máquinas, a máquina municipal (nas mãos do prefeito Júlio Lóssio) e a máquina federal (com o Ministério da Integração Nacional, nas mãos do pai de Fernando Filho). “Apesar disto, estou em boa colocação nas pesquisas”
  
O petista disse que respeitava a candidatura do PSB, mas cobrou reciprocidade dos socialistas. 

“Apoiei o governador nas últimas eleições e agora o governador nvai entender. Não como um desafio à sua autoridade, mas como um projeto de querer contribuir com Petrolina”, declarou.

Diante do que ocorreu no Recife, com o prefeito João da Costa, preterido, pela mão de força da Executiva Nacional do PT, Odacy Amorim ressalva o risco de uma decisão traumática.

“Não tem problema de ser um ou outro candidato. Podemos ter até os dois, do mesmo lado. É melhor ter dois do mesmo lado do que um imposto. Isto terá uma reação grande”, alerta. No Recife, João da Costa tem crescido junto à opinião pública depois de ter sido golpeado pelos próprios aliados, na busca da reeleição.

Nenhum comentário: