1.4.12

ESCOLAS DE VITÓRIA DA CONQUISTA INSTALAM CHIPS NO FARDAMENTO DOS ESTUDANTES. PAIS APROVAM.


Rose Santana, da Agência A TARDE
José Silva / Agência A TARDE
Escola municipal em Conquista é a primeira do país a adotar monitoramento via chip na farda do aluno
Escola municipal em Conquista é a primeira do país a adotar monitoramento via chip na farda do aluno
No primeiro dia de aula após o lançamento oficial de um sistema que monitora a frequência de estudantes por meio de um chip instalado na farda, na rede municipal de ensino de Vitória da Conquista (a 509 km de Salvador), pais de alunos disseram que a novidade trará mais tranquilidade para eles.
O uniforme, lançado na quarta-feira, 21, pela Secretaria Municipal de Educação, monitora a entrada e a saída dos estudantes das escolas e avisa por mensagem de texto (SMS) o horário exato dessa movimentação aos pais. Entre os responsáveis pelas crianças e adolescentes que estiveram nesta quinta, 22, em uma das escolas onde a medida já está sendo testada, a esperança é que com as mensagem chegue também a sensação de segurança.
“Minha filha vai para o colégio de ônibus e fico muito preocupada todos os dias, espero ter mais tranquilidade agora”, relatou a cozinheira Gilmara Rosa de Jesus.
Já a dona de casa Sidilane Lopes aposta ainda mais alto na mudança: “Agora vou ter mais conforto em saber a hora que meu filho chegou e saiu da escola. Acho que esse novo uniforme vai proteger muitos estudantes e evitar que eles sejam desviados para o crime”.  Sidilane é mãe do estudante David de Jesus Pereira, 13 anos, aluno da 6ª série no Centro Municipal de Educação Paulo Freire. David garante que nunca "cabulou" aula e diz que mesmo assim também aprova o novo sistema.  “Agora eu me sinto mais na obrigação de vir para a aula, mas eu gostei, pois sei que minha família vai ficar mais tranqüila”, declarou.
Inicialmente apenas os alunos das unidades com maior índice de evasão escolar utilizarão o "fardamento digital". Das 203 escolas municipais, 25 serão atendidas com a nova tecnologia. Serão 20 mil alunos, entre 6 e 14 anos monitorados via camisa escolar.  Os chips foram instalados no brasão ou na manga do uniforme.  Até agosto de 2013, a Secretaria de Educação estima que todos os 42.725 estudantes da rede sejam contemplados com a iniciativa.
Cada camisa carregará um número universal, cadastrado no sistema da unidade escolar com as informações sobre os alunos e com o número do celular dos pais ou responsáveis. A tecnologia funciona a partir da instalação de sensores nas entradas das instituições escolares e o monitoramento é feito por identificação via radiofreqüência.
Pioneirismo -  O secretário municipal Coriolano Moraes diz que Vitória da Conquista é a primeira cidade do Brasil a adotar a tecnologia na educação em rede, que custou R$1,2 milhão. Em uma pesquisa prévia verificou-se que 85% dos pais de estudantes da rede municipal possuíam aparelhos de celular e, por isso, a decisão de investir no monitoramento, afirma ele. “Os pais demonstraram bastante interesse no projeto desde o começo”, certificou o secretário.
Para o diretor do Centro Municipal de Educação Paulo Freire, Sidney Soares, a expectativa é que a tecnologia sirva para garantir maior participação das famílias na vida escolar dos estudantes. “A partir do novo uniforme, a tendência é a melhoria na freqüência dos alunos e, consequentemente, no índice de aprovação”, ressaltou.
Josiane Ferreira, 12 anos, aluna da 6ª série, diz que para ela o monitoramento não fará tanta diferença já que sempre foi assídua, mas confessa que será relevante para colegas que costumam fugir das salas de aula. “Quem faltar agora vai ter que ir para a escola de qualquer jeito, além disso, nossos pais vão acreditar mais na gente”, acrescentou a menina.

Nenhum comentário: