18.1.12

IMORALIDADE NO RECIFE: VEREADORES SE DÃO 60,8% DE REAJUSTE NO AUXÍLIO-COMBUSTÍVEL

DO BLOG DE JAMILDO, MATÉRIA DO JORNAL DO COMMERCIO
bomba-de-gasolina.jpg (400×295)
Os vereadores da cidade do Recife dão mais uma demonstração de que não estão nem aí para a eleição deste ano e, novamente, tripudiam do eleitor.
Primeiro foi o reajuste de 62% (isso mesmo, sessenta e dois por cento) nos salários da próxima legislatura.
Agora, nossos sempre inocentes representantes resolveram aumentar a bolada que recebem de auxílio-combustível. Achavam R$ 2.300 pouco. Coidatinhos. Para eles, o justo é R$ 3.700. Um aumento de 60,8%.
O valor, no entanto, como mostra a repórter Cláudia Vasconcelos, é suficiente para ir do Recife a Porto Alegre (RS) duas vezes por mês.
Se depois de ler a matéria abaixo sua revolta não passar, clique aqui e veja o e-mail do vereador que você escolheu. Você, eleitor, tem direito de dizer diretamente a ele o que acha.
Leia a reportagem abaixo:
Por Cláudia Vasconcelos, no Jornal do Commercio

Três semanas depois de concederem reajuste de 62% para os membros da próxima legislatura, a começar em 2013, os vereadores do Recife entram em mais polêmica num ano de eleições municipais. O Diário Oficial do Município publicou ontem resolução que aumenta de R$ 2.300 para R$ 3.700 a verba para combustível a ser paga a cada um dos 36 integrantes da Casa – salto de 60,8%. Os créditos não utilizados acumulam para o mês seguinte. Com o dinheiro, seria possível encher o tanque de um sedã de luxo como o Novo Honda Civic, de 57 litros, 24 vezes por mês.

A decisão foi tomada em 20 de dezembro último, um dia depois do aumento do salário. De acordo com a Resolução 602/2011, o reajuste passa a valer em 1º de fevereiro. A resolução altera outra, a número 283, de 2009. Esta foi redigida tendo em vista a Lei Municipal 17.522/2008, que versa sobre como deve ser fixada a verba para combustível na Câmara.

O percentual do reajuste destoa da inflação dos combustíveis no Recife em todo o ano de 2011, medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): 1,37%. Segundo a Agência Nacional de Petróleo (ANP), o preço médio da gasolina no Recife chegou a R$ 2,64 na semana passada.

O consultor automotivo Alexandre Costa afirma que um veículo 2.0 consegue rodar de oito a nove quilômetros com um litro de gasolina na cidade, em média, e 11 quilômetros por litro se pegar a estrada. Assim, com R$ 3.700, um vereador do Recife poderia ir e voltar de carro a Porto Alegre duas vezes a cada 30 dias.

O recurso também serve, segundo a Lei 17.522/2008, para despesas com lubrificantes. Tomando o exemplo do Civic, o consultor automotivo calcula que o óleo seria trocado a cada 7,5 mil quilômetros rodados, a R$ 150. "“Eles não conseguiriam usar esse combustível e óleo todo em um mês"”, diz Costa.

Cada gabinete recebe cinco cartões magnéticos, cujos créditos são determinados mensalmente pelo vereador responsável, respeitando o teto. Conforme o artigo 2º da lei municipal, o limite das despesas com combustível e lubrificante é de R$ 3.700, justamente o fixado pela resolução de dezembro. 

O JC procurou o presidente da Câmara, Jurandir Liberal (PT), por celular, telefone do gabinete e da residência e também via assessoria de imprensa, sem retorno. O 1º secretário, Augusto Carreras (PV), responsável pelas finanças da Casa, também não foi localizado.

Nenhum comentário: