4.5.11

SENADO APROVA AMPLIAÇÃO DE CARGA HORÁRIA ESCOLAR (800 PARA 960 HORAS)

O projeto deve passar, ainda, pela Câmara Federal e pela sanção da Presidência da República. Mas o Senado aprovou a ampliação das 800 horas anuais (definidas na LDBEn) para 960 horas. Também aprovou a exigência de 75% para 80% de frequência dos alunos do ensino básico para serem aprovados (na prática, significa que os alunos terão que assistir um mínimo de 768 horas/ano de atividades educativas.
.
Esta decisão acaba por dar mais um passo na direção da implantação nacional da escola em tempo integral. E pode superar esta equivocada noção que língua portuguesa e matemática são básicas para a formação dos alunos. Este pragmatismo reducionista da inteligência humana (e seu desenvolvimento) não resistirá a uma carga horária ampliada. Felizmente, música, esporte, atividades sociais, teatro, xadrez, entre outras, terão que ser incluídas na programação curricular.
.
Só espero que pensem em tempo de planejamento coletivo. Professor não pode ser contratado para apenas dar aulas. Precisa pesquisas (seus alunos e suas famílias, inclusive) e formular ações integradas entre várias disciplinas.

2 comentários:

Anônimo disse...

O que pode ser mais importante "A quantidade de horas que o aluno passa na escola ou como a escola está utilizando o tempo em prol da aprendizagem do aluno? A escola em tempo integral pode ser muito importante, porém requer mais investimentos: profissionais capacitados,alimentação adequada, a presença de psicólogos na própria escola, nutricionistas e outros profissionais. Escola em tempo integral com estagiários, servindo comida estragada... isto pode piorar ainda mais a situação da educaação pública no Brasil

Anônimo disse...

Brasileiro tem que parar de querer estar copiando as coisas dos outros países. Por exemplo, na França há escolas em tempo integral.Então, se o Brasil quer copiar, tem que copiar direitinho, dando as condições necessárias: pagando salários dignos aos professores, colocar psicólogos nas escolas, psiquiatras para atender aos alunos portadores de DM, oferecer alimentação digna para os alunos ... Como é que o governo vai melhorar a qualidade do ensino, se hoje o professor assume uma turma de 3º ano, com 39 alunos e desses, tres ou quatro portadores de DM?