28.5.11

LIVRO: REEDIÇÃO DE 'A CLASSE OPERÁRIA TEM DOIS SEXOS'

O livro "A classe operária tem dois sexos - trabalho, dominação e resistência", escrito por Elisabeth Souza-Lobo acaba de ser reeditado pela Editora Fundação Perseu Abramo. Trata-se de coletânea de artigos e ensaios publicada como obra póstuma no final de 1991, pela editora Brasiliense, com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC/SP), dirigida à época por Marilena Chaui. Esta nova edição traz textos que não foram incluídos na primeira edição e um novo prefácio de autoria de Leila Blass, Helena Hirata e Vera Soares.

Com textos escritos por Elisabeth Souza-Lobo entre 1982 e 1991, três grandes temas estruturam a obra: estudos sobre Sociologia do Trabalho, reflexões sobre questões metodológicas e análises sobre as mulheres nos movimentos sociais. Através de suas múltiplas pesquisas, Beth Lobo demonstrou que a classe operária é heterogênea,que operárias e operários não agem da mesma maneira no trabalho, na família ou na ação coletiva. Os conceitos de representação ou de experiência também se revelaram heurísticos no desenvolvimento da análise das relações sociais.


Essas contribuições justificaram o relançamento do livro. Tendo em vista a atualidade das suas reflexões no que se refere, particularmente, às relações sociais de gênero e à atuação política do movimento das mulheres no Brasil, a Fundação Perseu Abramo assumiu a nova edição ampliada, com textos ausentes na edição anterior e novo prefácio de autoria de Leila Blass, Helena Hirata e Vera Soares.

Saiba mais sobre o livro na loja virtual da EFPA.

Nenhum comentário: