28.3.11

CRÔNICA - MANIA DE ROTULAR OS OUTROS

Por Bráulio Wanderley

Pra descontrair um pouco.

Impressionante como tem gente pra tudo com jeito pra todos os gostos e desgostos.

Gente que ama amar, mesmo que o 'amor' não seja longevo nem honesto. Já outros preferem a solteirice, o que não deduz solidão. Afinal, ser free lancer dá um trabalho... Além do mais, quando a figura tem namorada é certinho demais e esquece os amigos, quando fica solteiro por muito tempo é da gandaia.

Massa é a galera boêmia! Nunca se deprime. O psicólogo é o bar e o rivotril é a bebida. Noves fora as dores de corno, bota um Nelson Gonçalves, um Altemar Dutra que se resolve tudo, logo em seguida bate o Alzheimer da ponta que levou e fica tudo tranquilo. Devaneios ocasionalmente surtam o cara, mas tem coisa pior que homem apaixonado e abandonado? Pior! Quando o cara é trocado, aí o esterco vira boné. Conta tudo pro amigo e se quiser fazer besteira, além de ligar pra ex, só pra esculhambar com ela, ainda dá em cima da melhor amiga. Pronto! Primeiro passo pra virar 'o falecido'.

Já a mulher não sofre tanto assim. Ela liga pra amiga, se encontra com ela, jura que tudo fica por ali, mas basta dar as costas e o mundo inteiro já sabe até dos detalhes inexistentes. Muda o perfil do Facebook pra 'solteira' (ou quando quer radicalizar 'relacionamento aberto'), altera a frase do perfil para uma tipo: "Livre para novas aventuras" e enfia tudo quanto é comunidade do tipo "homem não presta", "Solteira Por Opção" e por aí vai. Sem falar no twitter, torcendo pra entrar nos TT's e pelos RT’s que a galera vai dar.

Mas falando de outros tipos, há pessoas ortodoxas que se escondem na igreja. Eita! Adoram julgar os outros e não se enxergam no próprio espelho. Atiram a primeira pedra que veem na frente na primeira pessoa que não coaduna com suas ideias. Estou falando dos que se enrustem, não das pessoas sérias. A negada (coletivo de pessoas, gíria, nada a ver com raça/cor, por favor não me processem, também sou afro-brasileiro e não iria me xingar), faz o 'paz em Cristo' e nega a esmola ao mendigo que fica na escada, estrategicamente na hora da saída. Ôh profanação...

Um amigo meu só bebe vinho na sexta-feira da Paixão, mas até meia noite, depois ele abre uma cerveja. Quiçá esse ano ele não se assume e pede uma Devassa pra deixar de ser escroto, afinal jejum é jejum.

Tem aquela galera que acha que tá certa em tudo. Pronto! Aí lascou geral. Se é de esquerda, viva Marx e a revolução, o resto que se exploda, se é de direita, salve o capital e viva a ditadura. Ditadura não, revolução, mas óia! O pau é quando o cara não é nada e jura de pé junto que manja tudo. Lacou de vez, esse tipo quando se cala vira poeta. É podre conversar com uma figura que nunca se posiciona.

Mas e quanto aos demais estereótipos? Sim, porque tem gente que rotula tudo. Quem é gay, quem é machista, quem é sapatão, quem é bocão, quem é certinho demais, quem se acha o melhor em tudo, quem é um lascado metido a burguês só porque tem um carro (financiado e com as letras atrasadas), mas mora de aluguel num quarto e sala. Quarto e sala não, "home service" - outrora quitenete  - Ô necessidade de alcunhar os outros! Rapaz! Deixa o povo ser feliz como é.

O cotidiano é fogo mesmo! Talvez a leitura desse texto leve alguns impolutos a pensarem: pôxa, pegou pesado! Mas não é cada tipo que a gente vê por aí? Talvez você não seja nenhum deles, sorte a sua, talvez eu seja um desses, até porque tô escrevendo mesmo né?

Aí quem sabe vou ter a 'sorte' de ser rotulado por alguém já que rotulei meio mundo nesse artigo.

2 comentários:

Neto disse...

E aê professor. Gostei, as pessoas têm que parar de rotular as outras e enxergarem seu umigo, e oss rotulados têm que iginorar, e não rotular os que o rotulam de rotuladores. Mas nas maneiras de afougar as magoas, o senhor, ops descupa, o senhor está no céu né, você sitou o bar e a amiga, faltou aqueles que se escondem na internet, pois há muitos que opitam por esse meio
professor, o que quer dizer "aí o esterco vira boné"?
continue postando assim como você posta, até quinta.

BRAULIO WANDERLEY disse...

Obrigado pela dica da galera que se esconde atrás do monitor (será objeto de um outro artigo) e por acompanhar nosso Blog.

Esterco é merda (fezes) rsrs. Fui educado no artigo. kkkkkkk

Um forte abraço,
Bráulio.