1.2.11

PELA PRIMEIRA VEZ, MULHER OCUPA CARGO NA MESA DIRETORA DA CÂMARA

Agência Câmara de Notícias

foto001835.jpg (300×225)

Pela primeira vez uma mulher é eleita como titular de um cargo na Mesa Diretora da Câmara. A deputada Rose de Freitas (PMDB-ES) é, a partir de agora, a 1ª vice-presidente da Câmara, o que, segundo a própria parlamentar, é “uma vitória histórica para todas as mulheres brasileiras”.

“Nós mulheres sempre contribuímos em todos os setores profissionais, mas, em regra, somos relegadas a segundo plano quando se trata de ocupar espaços importantes”, alertou Rose de Freitas. Segundo ela, a sua eleição representa uma mudança de comportamento da sociedade brasileira: “Começamos a admitir, pouco a pouco, que as mulheres devem ser reconhecidas pela sua competência e dedicação.”

Prioridades
Rose de Freitas afirmou que vai trabalhar, no cargo de 1ª vice-presidente, para impedir que “manobras políticas” atrasem a tramitação de projetos de lei. “É preciso impor prazos para que relatores e presidentes de comissões coloquem os projetos em votação, independentemente de qualquer interesse em jogo”, argumentou.

Ela também defendeu o rodízio de deputados e bancadas nas relatorias de propostas importantes: “Todos os grupos devem ter espaço na Câmara e os deputados de todos os estados devem ter a chance de atuar nas suas áreas de militância.”

Orçamento impositivo
A parlamentar também destacou a necessidade da aprovação de um orçamento público impositivo, para que o Executivo seja obrigado a executar de fato as ações listadas na Lei Orçamentária Anual (LOA). Hoje, os recursos previstos na lei funcionam como um “teto” de aplicação, mas, em regra, o governo não é obrigado a executar todos os projetos descritos. “A aprovação do Orçamento é um processo democrático que precisa ser respeitado”, defendeu.

Reportagem – Carolina Pompeu
Edição – João Pitella Junior

Nenhum comentário: