10.5.10

TROPA DE ELITE 2 É BARRADO PARA GRAVAR NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

Por Uirá Machado da Folha de São Paulo

A Câmara dos Deputados barrou o capitão Nascimento e não permitiu a gravação de cenas do filme "Tropa de Elite 2" no plenário da Casa. Segundo o diretor José Padilha, a produção do filme procurou a Câmara de dezembro a janeiro, mas jamais recebeu resposta oficial. "Disseram que foi Michel Temer quem barrou, a pedido da bancada do Rio. Eu preferi não acreditar."

A assessoria de Michel Temer (PMDB-SP), presidente da Câmara, confirma que não foi dada autorização por decisão técnica-administrativa. Motivo: o plenário da Casa é destinado a sessões políticas. A cena barrada pela Câmara se passaria no plenário, mas acabou ambientada num Conselho de Ética improvisado na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro.

Gravada no dia 15 de abril, a cena traz Fraga (deputado fictício interpretado por Irandhir Santos) prestando depoimento sobre as milícias no Rio. Padilha explica: "O filme trata da relação entre segurança pública e financiamento de campanha. Faz ligação entre a segurança e a política".

Em "Tropa de Elite 2", o deputado Fraga é o antagonista do capitão Nascimento (Wagner Moura) e cruza seu caminho no combate às milícias.

Ao longo das gravações, insinuou-se que Fraga seria baseado no deputado federal Marcelo Itagiba (PSDB-RJ), ex-secretário de Segurança Pública do Rio (gestão Rosinha Matheus), citado no relatório final da CPI das Milícias. Padilha nega: "Ele não foi inspirado em ninguém em particular".

É fato que o filme, com estreia prevista para setembro, tem uma cena gravada na Assembleia do Rio em que o capitão Nascimento grita: "Aqui [no governo] todo mundo é corrupto!". O filme se passa entre 2001 e 2005, durante gestão de Rosinha Matheus.


COMENTÁRIO NOSSO: Talvez o medo de algumas nobres excelências fosse que a ficção de uma possível prisão se tornasse realidade.

Nenhum comentário: