18.5.10

FOLHA DE MAMÃO INIBE TUMORES

Pesquisa surpreende ao revelar que o extrato da folha do mamão papaia inibe o crescimento de tumores e ainda dá forças para o sistema imune combater a doença


Por Thaís ManarRini, da Revista Vida Natural


“Ai, acho que eu preciso comer mamão” disse Sofia, do alto de seus 4 anos de idade, ao ser questionada por sua tia sobre o motivo da demora no banheiro. Além de render gargalhadas, o episódio ilustra bem uma das primeiras coisas que aprendemos a respeito da fruta: ela é tiro e queda quando o intestino emperra. Mas no Vietnã, o menino Nam Dang cresceu ouvindo histórias diferentes...

Naqueles lados, contava-se que pacientes com câncer experimentaram uma remissão na evolução da doença após beberem um chá feito com o extrato da folha do mamão papaia. “Eram pessoas que já não respondiam aos tratamentos convencionais”, lembra Dang, em entrevista por e-mail à VIDA NATURAL.

Hoje, atuando como médico da Divisão de Hematologia e Oncologia da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos, ele sabe que os contos da infância não eram apenas lendas populares. Com testes de laboratório, Dang e seus colegas observaram que o chá do extrato da folha de papaia ataca diretamente as células cancerosas, evitando o crescimento de vários tipos de tumores.

“Além disso, descobrimos que a bebida estimula o sistema imune a combater as células cancerígenas. Por isso, nossa hipótese é de que o chá de papaia age pelo menos de duas maneiras na luta contra a doença”, ressalta o pesquisador, que teve o trabalho publicado no Journal of Ethnopharmacology em fevereiro deste ano.

Fim do sofrimento

Como se não bastasse evitar o desenvolvimento dos tumores, o chá também foi exaltado pelos cientistas por não promover nenhum tipo de efeito tóxico. “Sabe-se que os efeitos colaterais dos tratamentos usuais de câncer prejudicam principalmente o aspecto nutricional do paciente, além da sua qualidade de vida. Com a ausência da toxicidade, ele pode ficar livre desses problemas e tolerar com mais facilidade os outros tratamentos propostos”, analisa a nutricionista oncológica Cláudia Akiko, do Hospital A.C.Camargo, de São Paulo.

Dang ainda lembra que, além de causar muito sofrimento, alguns efeitos provocados pelas terapias tradicionais podem até ser letais. “Por isso, seria um tremendo avanço descobrir um tratamento eficaz sem nenhum ou com o mínimo efeito colateral”, comenta o médico.

Para utilizar o chá com segurança, ainda é preciso avaliar sua ação no corpo humano

Futuro promissor

Vale ressaltar que os resultados não devem ser vistos como um estímulo para sair à caça da folha do mamão papaia. De acordo com a nutricionista do A.C.Camargo, o estudo foi realizado em culturas celulares em laboratório e, para utilizar o chá com segurança, ainda é preciso avaliar sua ação no corpo humano.

“Nesse momento estamos tentando identificar qual é o componente ativo do chá responsável por essa atuação anticancerígena. Depois que conseguirmos fazer isso, começaremos a planejar os testes clínicos em pacientes com câncer avançado”, conta Dang, que trabalha em parceria com Hendrik Luesch, também da Universidade da Flórida, e Chikao Morimoto, da Universidade de Tóquio.

Por mais que ainda não seja possível se beneficiar das propriedades do chá contra o câncer, as descobertas de Nam Dang e sua equipe podem ser comemoradas desde já. Afinal, elas abrem caminho para o desenvolvimento de uma opção terapêutica nada agressiva, que pelo menos não causará ao paciente mais dor do que aquela que ele já sente por conta do diagnóstico da doença. Assim, a luta fica mais justa.

Nenhum comentário: